sábado, 28 de janeiro de 2017

A bibliotecária - The librarian - Logan Belle

A Bibliotecária
Editora: Record
Autor: Logan Belle
Ano: 2013
Edição: 1
Número de páginas: 283
Compre aqui:
*Saraiva*Submarino

Comprei esse livro logo que lançou em 2013.
Como sempre estou comprando mais coisas e estou sempre querendo ler mais outras coisas, ele ficou meio esquecido, de lado.
De agosto para cá, entrei numa ânsia de ler (stress de quem escreve dissertação) e me peguei meio 'sem saber o que ler'.
Lembrei do 'esquecidinho' e cá estamos.
A bibliotecária conta a primeira paixão da jovem Regina Finch.
Regina tem uma relação complexa com sua mãe e buscando autonomia e independência, logo que se forma em biblioteconomia, ela aceita trabalhar na Biblioteca Pública de Nova York.
Nesse ponto, já me vem a mente aquela cena do filme 2012 em que a perspectiva de morte por hiportemia faz com que sobreviventes refugiados na Biblioteca de NY façam uma fogueira de livros...
O fato é que a virginal Regina, super protegida, nunca amou, nem conhece as complexidades de uma relação à dois.
Em seu primeiro dia de trabalho, explorando os espaços da biblioteca, ela encontra um casal transando intensamente em uma sala privativa interna.
Intrigada, excitada e assustada acaba não denunciando o que viu.
Chamada a participar de uma comissão de escolha de prêmios literários se vê obrigada a trabalhar diretamente com o homem que compunha a cena sexual flagrada.
Sebastian Barnes é de uma rica e influente família, cuja colaboração à literatura nova iorquina é inquestionável. 
O rapaz trabalha de fotógrafo e possui um gosto peculiar ao se relacionar com mulheres.
Obviamente que a ingênua Regina chama sua atenção e o rapaz a seduz e introduz às práticas sadomasoquistas.
Enfim, essa a é a base da história, muito batida e melhor explorada em 50 Shades.
O livro é cansativo, cheio de furos, não convence na trama.
Não entendemos os motivos que levam Sebastian a escolher só se relacionar assim, menos ainda entendemos Regina ser permissiva com um absoluto estranho, um cara que ela não demonstra sentimentos intensos e insanos - comparados a Anastácia e Christian.
Livro fraco e meu primeiro livro absolutamente desnecessário de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)