domingo, 23 de agosto de 2015

Louca por você - A.C.Meyer

Problemas à vista
Editora: Pandorga
Autor: Rachel Gibson
Ano: 2014
Edição: 1
Número de páginas: 316
Compre aqui:
*Saraiva*Submarino


Comprei esse livro 'no escuro', só vi comentários sobre ser fruto de fanfic e ser de uma brasileira depois de lido.
Julie é uma moça de 28 anos que perdeu os pais em um acidente de carro e acabou sendo criada pela vizinha e amiga da família.
Essa vizinha tinha dois filhos Jo, que é sua melhor amiga, e Daniel, o badboy por quem ela foi apaixonada a vida toda.
Daniel vai para faculdade, volta e nunca dá bola pra ela, sempre a vê como uma irmãzinha a quem precisa proteger.
Daniel se une a dois amigos e monta um bar de sucesso, o After Dark.
O sonho de Julie é cantar e ela já fez vários cursos para isso, mas Daniel não aceita a ideia dela cantar e ser cantada pela multidão.
Atualmente, Julie trabalha no bar de Daniel e é vizinha do rapaz, que noite após noite, arrasta mulheres para sua casa e as faz gemer alto (temos um problema na acústica dessas casas, hein!).
Daniel parte para uma cidade vizinha para planejar abrir uma filial de After Dark e o vocalista de sua principal atração resolve que vai fazer uma viagem para meditação, então, o sócio e amigo de Daniel, Zach, não vê opção a não ser convocar Julie para cantar em substituição.
Daniel chega antes do previsto na cidade e descobre que a pseudo-irmã está no palco, o que o deixa irado e seduzido ao mesmo tempo.
Daniel já foi interessado em Julie, mas reprimiu esse desejo devido as circunstâncias que a vida impôs.
A fúria e o desejo são incontroláveis nesse rapaz quando percebe o mulherão que ela virou.
Julie não facilita e contrata um amigo, Adam que também é guitarrista da banda, para fingir ser namorado dela.
Enfim... é obvio no que isso tudo vai dar, né?
Considerei a história leve e divertida, mas ao mesmo tempo bastante problemática.
Daniel sai de zero a cem de um parágrafo ao outro, não entendeu?
Num parágrafo ele é o irmão super protetor e no outro joga ela contra a porta e rasga sua roupa íntima.
A entrada de Adam e seu propósito também não convencem, ele é afim da moça, mas aceita ser namorado de aluguel e as cenas de fingimento me causaram vergonha alheia!!! 
Explico, em uma passagem, ele dá sorvete a moça, que está de lingerie, para que ela solte gemidos de prazer que serão ouvidos pelo vizinho Daniel, novamente a acústica é precária (é casa de madeira?).
Faça-me o favor, né?
Quando eles ficam juntos, todos os conflitos são rasos, não convence ela ficar vinte e oito anos stalkeando esse homem e no primeiro engasgo ao 'eu te amo' ela terminar tudo.
Para quem lutou tanto para ter ele, ela desiste  muito fácil e nos primeiros obstáculos.
É uma história cliché, rasa, mas divertida.

Um comentário:

Jaqueline Sant'ana disse...

Oi, Denise! Já ouvi falar bastante deste livro (inclusive vi a autora autografando na Bienal deste ano), mas ainda não li. Fico sempre muito decepcionada com estes romances mais "hots" que vão do zero ao cem do nada, sabe? Desenvolver a história e elaborar de forma convincente um 'crescendo' dos relacionamentos é fundamental.
Parabéns pela resenha.
Bjos.

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)