quinta-feira, 4 de junho de 2015

Cerejinha - Cherry Girl - Raine Miller

Cerejinha
Editora: Suma das Letras
Autor: Raine Miller
Ano: 2015
Edição: 1
Número de páginas: 250
Compre aqui:
*Saraiva*Submarino

Cerejinha é um spin-off da série Blackstone que retrata o romance de Neil e Elaina, casal secundário que aparece na série:


  • #1 - Nua -Naked 
  • #2 - Entrega Total - All In 
  • #3 - Olhos nos Olhos - Eyes Wide Open
  • #1 - Cerejinha - Cherry Girl Spin-off (Neil&Elaina #1) 
  • #4 - Raro e precioso - Rare and Precious Things

  • Neil é amigo da família há muitos anos.
    Elaina lembra a primeira vez que o viu, tinha apenas 10 anos e ele era bem mais velho com 17.
    Naquele momento, Elaina se apaixonou, um amor infantil que preservou por anos.
    Ele estave sempre presente, mantinha uma relação complicada com sua família e acabou sendo incorporado pela família de Elaina.
    Sua presença física passou a ser esporádica quando se alistou no exército e passou a viver entre idas e vindas da guerra,
    Neil manteve um relacionamento problemático com Cora, que não dispensava outros rapazes na sua ausência.
    Elaina o amava ao longe e sofria em assistir sua relação com Cora.
    Ainda muito jovem perdeu o pai no atentado terrorista que houve nos EUA, ele estava no avião que caiu em Washington. 
    Desse momento de dor, o único alento foi a carta enviada por Neil do front de batalha dando força e pesares.
    Aos 19 anos e em uma fase mega auto-destrutiva, Elaina reencontra Neil em um pub.
    Ela havia acabado de romper uma relação na qual pegou o namorado com outra mulher e pretendia se embebedar até esquecer.
    O reencontrou de Neil e Elaina foi no momento em que ambos estavam solteiros e puderam descobrir/revelar o amor que nutriam as escondidas.
    Um encontro intenso, profundo e puro que durou semanas.
    Neil teria que voltar para a guerra e um dia antes, Cora bate as portas de Neil e revela uma suposta gravidez que acaba selando o destino do casal.
    Elaina se sente na obrigação de romper, de permitir que ele seja o bom pai que não teve.
    São muitos os desafios que esse casal terá que enfrentar e só um amor puro e verdadeiro é capaz de sobreviver.
    Um livro doce, com passagens bastante clichés e piegas, mas mesmo assim divertido.
    Li rapidamente e estava com muita saudade de leituras leves e nada técnicas.
    Não é o melhor de Raina Miller, mas vale nossa atenção.


    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)