sábado, 14 de fevereiro de 2015

Cinquenta tons de cinza - O filme


Cinquenta tons de cinza - Fifty shades of Grey
Lançamento 12 de fevereiro de 2015 (2h5min) 
Dirigido por Sam Taylor-Johnson
Com Jamie Dornan, Dakota Johnson, Jennifer Ehle
Gênero Erótico , Drama , Romance
Nacionalidade EUA
A expectativa foi tão grade, que quando finalmente sentei no cinema para assistir esse filme, não queria mais ver.
A sensação era que tudo podia se desfazer da minha construção mental do filme.
Se você não mora em marte ou acordou de um longo coma, deve saber que esse filme é baseado no estrondoso sucesso da literatura, todos os livros foram resenhados aqui no blog, até porque eu já li 3x a trilogia:
Cinquenta tons foi uma das diversas fanfics de Crepúsculo, mas certamente é a mais bem sucedida.
Nesse sentido, caso você seja fã de Bella e cia, vai se familiarizar com a personalidade e com falas dos personagens.
Nitidamente, visualizo Edward e Bella em Grey e Ana.
Ao contrario do que todos pensam, Fifty shades não é uma história sobre sexo atípico, mas sim, a história de amor entre uma jovem inexperiente e um homem com sérias dificuldades de convivência com o mundo.
O primeiro livro/filme trata justamente do começo dessa história.
Após meses tentando marcar uma entrevista com o magnata e colaborador da universidade Christian Grey, finalmente Kate consegue 10 minutos do seu tempo.
No entanto, para infelicidade da moça, uma virose a derruba doente e não tendo alternativa, implora para Anastácia, sua best friend e colega de apartamento, que a substitua.
Anastácia é uma menina simples, tímida e visivelmente ingênua.
Com sua postura e roupa de universitária, ela chega ao império Grey intimidada e nervosa.
Christian é igualmente intimidante e muito sedutor, a conversa com Anastácia o fascina e ele se vê completamente focado na tímida e desengonçada moça a sua frente.
Ana saí da corporação com sua missão cumprida e volta para sua rotina.
O que ela não esperava é que o rapaz fosse atrás dela.
Encantada pelo suspense, mistério, antagonismo e perigo que vê nos olhos de Grey, Ana se envolve e se permite entrar em um universo que ela desconhecia.
Ana, apesar de estar finalizando a faculdade, é uma moça virgem, nunca encontrou o homem que a levasse a entrega de seu prazer.
Já Christian teve um início de vida difícil e hoje sofre as consequências, assim, ele não suporta ser tocado e necessita de controle absoluto sobre tudo a sua volta, inclusive sobre sua parceira de cama, portanto, é um dominador acostumado a ter submissas.
Mesmo em sua ingenuidade, Ana é curiosa, inteligente e voluntariosa, com isso, dizer que ele abusou da moça  é leviano e inválido.
Grey é claro em sua proposta e Ana estuda minunciosamente cada item do acordo.
O que observamos lentamente é Grey se transformando por meio do intenso sentimento que Ana desperta nele.
O filme é extremamente fiel ao livro, mas por conter somente duas horas de exibição, acaba sendo uma pincelada da história e senti falta de muitas passagens importantes, inclusive do link que dá a 'liga' do romance no segundo livro.
Dakota está fantástica e compreendeu plenamente o personagem, sendo absolutamente fiel a personalidade que eu li no livro.
Já Jamie é um gato, sem dúvida, e mesmo entendendo a profundidade do tormento que ele precisa manifestar existente em seu personagem, senti que ele estava meio robotizado, travado, esperava mais de sua interpretação, porém, nada que justifique não apreciar plenamente a história.
Eu amei!
Sou fã da história e considerei a adaptação pertinente e fidedigna.
Agora se você não gostou do livro, nem perde seu tempo.
Fui ao cinema em caravana, eu, minha mãe, filha, genro, Paulinha e o gostoso do Alex.
Na entrada, mamusca me mata de vergonha perguntando se era 3d e causando risos intensos no 'porteiro' do cinema (só imagino o que ela esperava dimensionar na telona), já na saída, a jovem senhora me deu uma tropeçada e caiu de cara no chão soltando essa 'fui ver Cinquenta Tons e saí com uma marquinha de brinde', ohhhh céus!!! 
Amo minha família!

3 comentários:

Bruna Britti disse...

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH, adorei!!!
Ainda bem que não acordei de um coma e... er, não vou levar minha mãe, mas acho que ela tbm perguntaria se é 3D kkk (ri mto kkk). Vou na quarta feira com o irmão e a cunhada. Nenhum dos dois leu o livro, chances de detestarem são altas (vou sentar longe deles por garantia p. não aguentar cara feia kkk).

Todo mundo elogia a Dakota, até mesmo quem tava com o pé atrás com ela. E todo mundo fala a mesma coisa do Jamie tbm, interessante. Não vejo a hora de assistir *o*

Bjos :*

naughty.pixxie disse...

Claro que tá incluída a história do final da noite.. hahahahhh xD

thaila oliveira disse...

Esta história é bem complexo para mim, eu o li como uma história de amor e portanto curti bastante, li tudo bem rapidinho!
O sexo para mim foi explorado como a libertação do prazer que rompe com preconceitos! quero ver isso no cinema também
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)