sábado, 16 de agosto de 2014

A Aposta - The bet - Rachel Van Dyken

A Aposta
Autor: Rachel Van Dyken
Editora: Suma das Letras
Ano Edição: 2014
Número Edição: 1
Páginas: 285
Compre aqui:
*Cultura*Saraiva*Submarino

Livro gentilmente cedido por Suma das Letras para resenha.
Fiquei bastante curiosa com o lançamento desse livro e como observei que na blogosfera havia uma divisão de águas sobre sua qualidade, fiquei mais ainda instigada em 'ler pra ver'.

Algumas blogueiras amaram de paixão e outras se questionavam se a opinião era sincera ou tendenciosa, enfim, polêmicas a parte, venho trazer meu ponto de vista sobre a história.
Jake Titus é o legítimo playboy, rico, bonito, mulherengo e descomprometido com os ditos padrões de bons costumes.
O problema é que seu 'estilo' de vida tem gerado insegurança nos negócios e ele corre o risco de perder a oportunidade de ser Ceo da empresa da família.
Além disso, sua avó está enfartando por causa de seu comportamento.
Como solução, ele pede a amiga de infância Kacey que finja ser sua noiva por um final de semana, que retorne a cidade deles e se faça de boa noiva.
Seria o sonho da família e calaria os repórteres que não deixam ele em paz.
Kacey foi embora de sua cidade após a morte de seus pais e uma gigantesca desilusão amorosa que envolve seu melhor amigo Jake, mas como está endividada com a faculdade concorda fazer parte da farsa de Jake, seria somente um final de semana, né?
Retornando a família de seu melhor amigo e a cidade que guarda tantas dores, Kacey encontra também o irmão mais velho de Jake, Travis, apelidado por ela de Satã.
Travis perturbou a infância e adolescência da garota e ela ainda tem sentimentos aversivos dessa rapaz.
O final de semana se desenrola com Jake escapando para encontros amorosos e dando chance de Travis mostrar que os sentimentos da moça podem mudar.
Tudo muito cliché e previsível.
Bem, vamos ao livro...
Uma capa linda, uma qualidade gráfica inquestionável e uma história que não se sustenta.
Quando Travis e Jake tinham oito e seis anos (nas primeiras páginas do livro) eles se mostraram mais maduros que no reencontro onde teriam 23 e 25 anos, é isso?
A história não se encaixa, as idades não condizem com os fatos e pior, os envolvidos nesse pseudo-triângulo amoroso se comportam como crianças de 10, 12 anos.
Exemplificando, na chegada de Kacey, no primeiro jantar dela com a família, Jake corre a um bar para uma noite de sexo e Travis compartilha de uma guerra de torta ao redor da mesa da família com Kacey.
Existem discussões absurdas sobre acontecimentos de infância que eu realmente não entendi o porquê.
Um livro curto e enfadonho que te põe a refletir a motivação de ter sido publicado e traduzido em outro país.
Ahhh! A aposta? O nome do livro é motivado por uma aposta matrimonial dos meninos aos 6/8 anos sobre Kacey.
Não acredita em mim??
Quer ler pra ver??
Então, participe do sorteio, darei meu volume para vocês.

a Rafflecopter giveaway

4 comentários:

Sweet-Lemmon disse...

Eu estou lá pela página 100 e vou falar... tá difícil! É completamente sem noção. Realmente as idades não batem (no início não é dito que o Jake tem 21? Mas isso não faz sentido!) e todos agem como se estivessem no primário (ou sei lá como se chama hoje em dia #avelha).
Tá complicado terminar esse livro. Esperava algo bem diferente.
bjs!
Thaís
http://umaconversasobrelivros.blogspot.com.br/

Milena Soares disse...

Nossa já tinha lido outra resenha desse livro que também fala que o nome do mesmo não tem sentido algum com a história, que confusão nesse livro, mesmo assim fiquei muito curiosa pra ler e conferi isso tudo eu mesma.

Nessa disse...

Olá!
Também li varias opiniões, tanto positivas quanto negativas! Também quero ler pra ver! :)

Andressa Palma Santos disse...

Boa noite.
Eu ja vi muitos livros onde a mocinha ficava com o mocinho por causa de aposta e ela descobria, e brigaram e ele tentava reconquistar ela, e no final, ficavam juntos. Ja vi tantos livros assim kkk
Mas enfim, como vc disse, tudo muito clichê e previsível. Vai ficar aquele guerrinha entre os dois, e vai acontecer as vezes uns olharem, roubada de beijo, e no final, eles ficam juntos. Provavelmente é isso que vá acontecer.
Não, eu não leria esse livro, não porque seja ruim, não li... Mas porque eu ja li outros livros com esse assunto, não só livros, fanfics tmb, muuuitas, um dia enjooa '-'
Sinto muito Rachel Van Dyken, não irei da uma oportunidade pro seu livro. Se criasse algo original... ou um clichê mas tão clichê e tão obvio como esse... eu iria ler, rsrs

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)