quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Cheiro de livro novo!!! Recebi, vai pra fila!




Li um artigo que dizia que o mercado de livros digitais cresceu mais de 343 por cento em um ano e que o destino do livro físico seria a extinção.
Fiquei bastante apreensiva.
Por mais que o livro digital seja prático, economize espaço na paisagem doméstica, seguro em sua conservação,  sou apaixonada pela estrutura física.
Amo manusear um livro, sou viciada em seu cheiro, adoro ficar horas olhando eles nas estantes, ficar tirando seu pó, reorganizando por lógicas só minhas.
Adoro saber onde estão de cabeça (e tenho mais de 500 livros), enfim, sou uma pessoa que tem limitações em se adaptar as mudanças que a vida tecnológica nos impõe.
Como uma legítima canceriana, uma saudosista nata, amo as coisas simples da vida, as alternativas tradicionais.
Meu consolo é que esse aumento, apesar de significativo, ainda representa uma fatia muito pequena mo montante do lucro das editoras.
Sou uma legítima acumuladora de livros, não me canso de comprar todos os lançamentos e aqui vai mais alguns meticulosamente selecionados!


Holocausto brasileiro
Autor: Daniela Arbex
Editora: Geração
Ano Edição: 2013
Número Edição: 1
Páginas: 255
Compre aqui:
*Cultura*Saraiva
Desde as primeiras divulgações, estou louca por esse livro.

Conheço bem essa história, os lugares, as imagens.
Já visitei o museu da loucura de Barbacena e creio que essa história vergonhosa não pode voltar a acontecer e para isso precisamos conhecê-la.
Uma das minhas próximas leituras!

Neste livro-reportagem fundamental, a premiada jornalista Daniela Arbex resgata do esquecimento um dos capítulos mais macabros da nossa história: a barbárie e a desumanidade praticadas, durante a maior parte do século XX, no maior hospício do Brasil, conhecido por Colônia, situado na cidade mineira de Barbacena. Ao fazê-lo, a autora traz à luz um genocídio cometido, sistematicamente, pelo Estado brasileiro, com a conivência de médicos, funcionários e também da população, pois nenhuma violação dos direitos humanos mais básicos se sustenta por tanto tempo sem a omissão da sociedade. Pelo menos 60 mil pessoas morreram entre os muros da Colônia. Em sua maioria, haviam sido internadas à força. Cerca de 70% não tinham diagnóstico de doença mental. Eram epiléticos, alcoólatras, homossexuais, prostitutas, gente que se rebelava ou que se tornara incômoda para alguém com mais poder. Eram meninas grávidas violentadas por seus patrões, esposas confinadas para que o marido pudesse morar com a amante, filhas de fazendeiros que perderam a virgindade antes do casamento, homens e mulheres que haviam extraviado seus documentos. Alguns eram apenas tímidos. Pelo menos 33 eram crianças.

O julgamento de Gabriel
Autor: Sylvain Reynard
Editora: Arqueiro
Ano Edição: 2013
Número Edição: 1
Páginas: 384
Compre aqui:
*Cultura*Saraiva*Submarino
Continuação de 'O inferno de Gabriel' não poderia deixar de tê-lo.

Estou no meio da primeiro, mas já sei que emendarei a leitura do segundo na sequência.
Adorando!!!

Eles estão vivendo uma paixão arrebatadora. Mas muitas pessoas são contra esse amor. Gabriel Emerson e Julia Mitchell se conheceram há muito tempo, quando ela ainda era adolescente, numa noite mágica e confusa. Mas, apesar de todo o sentimento que nasceu entre eles, no dia seguinte seus caminhos se separaram. Anos depois eles se reencontraram quando Julia começou o mestrado na Universidade de Toronto. Gabriel era um professor enigmático, sedutor e muito arrogante que a atormentava e perseguia. No entanto, o que mais fazia Julia sofrer era ele não se lembrar dela. Mas nem mesmo o insensível Gabriel é capaz de resistir à profunda conexão que existe entre eles e logo os dois embarcam numa tórrida paixão proibida. Com o fim do semestre e do curso ministrado por Gabriel, eles deixam de ser professor e aluna e enfim estão livres para viver seu amor. Ou pelo menos era o que pensavam. Após uma viagem romântica para a Itália, durante a qual Gabriel ensina a Julia todos os mistérios do prazer e, em troca, aprende com ela o significado do amor verdadeiro, os dois veem seus sonhos ameaçados. Duas denúncias junto ao Comitê Disciplinar da Universidade põem em risco o emprego de Gabriel e a carreira brilhante e promissora de Julia. Será que o professor vai ceder às ameaças ou irá lutar até o fim por sua amada? Será que essa paixão conseguirá resistir a um julgamento implacável? Na apaixonante sequência de “O inferno de Gabriel”, Sylvain Reynard constrói uma bela história de amor, da qual os leitores jamais se esquecerão.



Easy
Autor: Tammara Webber
Editora: Verus
Ano Edição: 2013
Número Edição: 1
Páginas: 305
Compre aqui:


Comprei esse livro exclusivamente pela histeria da minha grande e fascinante amiga Lívia do Leiturinhas.
Ela ficou tão empolgada após a leitura que me contagiou.
Creio que contaminou a galera da editora também já que tem suas impressões na orelha do livro!
Enfim, doida para ler!
Quando Jacqueline segue o namorado de longa data para a faculdade que ele escolheu, a última coisa que ela espera é levar um fora no segundo ano. Depois de duas semanas em estado de choque, ela acorda para sua nova realidade: ela está solteira, frequentando uma universidade que nunca quis, ignorada por seu antigo círculo de amigos e, pela primeira vez na vida, quase repetindo em uma matéria. Ao sair de uma festa sozinha, Jacqueline é atacada por um colega de seu ex. Salva por um cara lindo e misterioso que parece estar no lugar certo na hora certa, ela só quer esquecer aquela noite — mas Lucas, o cara que a ajudou, agora parece estar em todos os lugares. A atração entre eles é intensa. No entanto, os segredos que Lucas esconde ameaçam separá-los. Mas eles vão ter de descobrir que somente juntos podem lutar contra a dor e a culpa, enfrentar a verdade — e encontrar o poder inesperado do amor.

2 comentários:

Bruna Matias disse...

quero muito ler julgamento de gabriel e o easy

Ana Carolina Vivan disse...

Posso querer os três?

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)