terça-feira, 11 de junho de 2013

Cheiro de livro novo!!! Recebi, vai pra fila!


Compras, parcerias, presentes... ainda se questiona se a felicidade existe?
Para mim ela vem em páginas (e muitas!).
Vamos a algumas coisinhas que chegaram por aqui??

Freud me tira dessa!
Autor: Laura Conrado
Editora: Novo Século
Ano Edição: 2012
Número Edição: 1
Páginas: 239
Compre aqui:
*Cultura*Saraiva*Submarino
Tenho milhões de identificações com esse livro, mas como já li, e teremos resenha ainda essa semana, me reservarei a detalhar todas na resenha. Aguardem!!

Freud, me tira dessa! narra a história de Catarina, uma jovem que passa a morar sozinha em função do novo emprego. Dona de uma vida amorosa catastrófica e disposta a rever suas escolhas, Cat busca ajuda na psicoterapia. Como se não bastasse o dolorido processo de conhecer a si mesma e de adentrar na relação com seus familiares, Catarina se apaixona pelo terapeuta. No auge de sua angústia, a personagem recorre ao pai da Psicanálise para sair dessa. Por meio das confusões de Cat, é possível não simplesmente rir, mas também se identificar com a profunda trajetória de autoconhecimento e aceitação da própria história. O livro rendeu à autora o Prêmio Jovem Brasileiro 2012 na categoria Literatura.


O palácio da meia-noite
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Editora: Suma das Letras
Ano Edição: 2013
Número Edição: 1
Páginas: 271
Compre aqui:
Zafón é o melhor vício que tenho.

Amo sua obra e lamento quem não conhece esse mestre da literatura.
Sensacional!
Ansiosa pela leitura, que será muito em breve!

Ben e Sheere são irmãos gêmeos cujos caminhos se separaram logo após o nascimento: ele passou a infância num orfanato, enquanto ela seguiu uma vida errante junto à avó, Aryami Bosé. Os dois se reencontram quando estão prestes a completar 16 anos. Junto com o grupo Chowbar Society, formado por Ben e outros seis órfãos e que se reúnem no Palácio da Meia-Noite, Ben e Sheere embarcam numa arriscada investigação para solucionar o mistério de sua trágica história. Uma idosa lhes fala do passado: um terrível acidente numa estação ferroviária, um pássaro de fogo e a maldição que ameaça destruí-los. Os meninos acabam chegando até as ruínas da velha estação ferroviária de Jheeter’s Gate, onde enfrentam o temível pássaro. Cada um deles será marcado pela maior aventura de sua vida. Publicado originalmente em 1994, O Palácio da Meia-Noite – segundo romance do fenômeno espanhol Carlos Ruiz Zafón – traz uma narrativa repleta de fantasia e mistério sobre coragem e amizade.



O palácio de inverno
Autor: John Boyle
Editora: Cia das Letras
Ano Edição: 2010
Número Edição: 1
Páginas: 452
Compre aqui:


Após a leitura de 'O pacifista' minha empolgação levou muitas pessoas a me indicarem a leitura desse exemplar (considerado a obra prima do autor por muitos).
Ocorre que essas edições são bem caras e eu me enrolei para comprar, até que a super promoção de tudo a 10 conto do Submarino me trouxe a grande chance!
Cá estou e em breve cá teremos uma resenha!
Pode-se fugir da história? Será possível viver no anonimato após uma existência de fausto e glória? A vida comum é assim tão diferente da vida pública? Geórgui Jachmenev passou a vida inteira se debatendo com essas questões, e agora, prestes a perder o grande amor de sua vida, tenta encontrar uma resposta para elas ao refletir sobre seu percurso num século XX que sempre lhe pareceu longo demais. Seus feitos começaram cedo: aos dezesseis anos, em ação impulsiva e atabalhoada, o rapaz impediu um atentado contra a vida de ninguém menos que o grão-duque Nicolau Nicolaievitch, irmão do czar Nicolau II, que, agradecido, nomeou Geórgui o guarda-costas oficial de seu filho Alexei, destinado a ser o próximo czar. Uma reviravolta impressionante, que o levou da taiga russa para o fausto dos palácios moscovitas, cenário que, apesar da amplidão e luxo de seus imensos corredores, iria se revelar bem mais inóspito que os frios grotões de sua vida anterior. A dura experiência com esse mundo gélido de intrigas palacianas, às quais sempre era jogado contra sua vontade, e de grandes tensões e responsabilidade só foi apaziguada com a chegada do primeiro amor, Zoia. Mas os tempos eram agitados, e a história deixou pouco espaço para idílios: quando a Revolução Bolchevique tomou de assalto o país, e isolou toda a família do czar numa casa de campo nos arredores de Ekaterinburg, mais uma vez Geórgui teve de agir rápido a fim de salvar a si e a Zoia. A vida com ela lhe custaria pátria, família e prestígio, e ele jamais se arrependeu disso - mas e para Zoia, o que teria custado? Numa narrativa fascinante, em que presente e passado vão convergindo em capítulos alternados, da Inglaterra dos anos Thatcher para a época dos czares russos, e dos anos difíceis da Segunda Guerra Mundial para o turbilhão da Revolução Bolchevique, acompanhamos Geórgui em meio a acontecimentos históricos decisivos que acabam por se revelar mero pano de fundo para uma história de amor que esconde um grande mistério, talvez maior mesmo que a própria história.


As regras da sedução
Autor: Madeline Hunter
Editora: Arqueiro
Ano Edição: 2013
Número Edição: 1
Páginas: 264
Compre aqui:


Um dos históricos calientes que estamos esperando desde o ano passado.
Tive muita sorte, pois, minha mão coçou para comprar na pré-venda e me contive.
Caiu nas graças do tudo a 10 conto do super Submarino e em breve teremos resenha aqui no blog!
Lorde Hayden Rothwell chega à casa de Alexia Welbourne sem aviso e sem ser convidado – um homem poderoso e sedutor, movido por interesses obscuros. Sua visita anuncia a ruína financeira da família de Alexia e o fim das esperanças da jovem de um dia conseguir um bom casamento. Para se sustentar, a moça recebe a proposta de ser dama de companhia de Lady Henrietta Wallingford e preceptora de sua filha. O problema é que a oferta vem do sobrinho de Henrietta, ninguém menos que lorde Hayden.
Morando na casa da tia de Rothwell, Alexia descobre que a proximidade com o homem que destruiu sua família pode ser perigosamente irresistível. Num gesto impensado, ela se entrega a ele, e ambos se veem obrigados a se casar. O que Alexia não sabe é que os atos aparentemente arrogantes de seu belo e sensual marido são motivados por uma dívida de honra que pode levá-lo a sacrificar tudo.
Com tantas mágoas e segredos entre eles, o casal tem tudo para se manter afastado. Mas Hayden é um homem apaixonante e Alexia, a tentação que o faz perder a cabeça. Morando sob o mesmo teto, eles acabam se aproximando e, juntos, vão descobrir um jogo de sedução em que cada um faz as próprias regras.







5 comentários:

Livroterapias disse...

Boa leituras!
Quero ler Freud, me tira dessa!
Beijinhos
Rizia - Livroterapias

Ana Carolina Vivan disse...

Muita novidade, Dê!

Anônimo disse...

Oiii Dê!!!

Quero mto Regras da sedução!

Bju
Dani

Bárbara Lorentz disse...

Amei as novidades e quero sua resenha de Freud, me Tira Dessa. Quero muito ler Zafón. Só tenho um livro dele aqui, Marina, e pretendo ler ainda este mês.
Beijos.

Geovanna Ferreira disse...

Depois da sua resenha fiquei insana para ler Freud me tira dessa! Li A sombra do vento e a partir daí virei fã e tiete de Zafón, ele é O CARA! Resultado to louquinha também para ler O palácio da meia noite e quanto a O palácio de inverno já li, é ótimo, um livro bem construído que nos leva a relativamente inexplorada revolução russa!

Beijos - Garota das Letras

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)