domingo, 24 de fevereiro de 2013

The following

The Following
Primeiro episódio: 21 de janeiro de 2013
Emissora original: Fox Broadcasting Company
Exibida no Brasil pela Warner Channel
Elenco: Kevin Bacon, James Purefoy, Shawn Ashmore e Natalie Zea
Criador: Kevin Williamson
Gêneros: Thriller, Drama

The following é uma série de suspense que estreou nos Eua em janeiro e que só agora chega ao Brasil.
O piloto foi exibido dia 21 de fevereiro.
Sou fascinada por psicologia jurídica e criminologia, completamente viciada em Investigação Discovery e, obviamente, a série caiu como uma 'luva' aos meus interesses.
Kevin Bacon é Ryan Hard, ex-agente do FBI, que é convocado a auxiliar na captura de um serial killer que foragiu dias antes de sua execução.
Há oito anos, Ryan foi o principal responsável pela prisão de Carrol.
Carrol era um professor universitário de literatura, casado, com um filho, que secretamente matava compulsivamente jovens do campus universitário.
Poeticamente, inspira-se na obra de Edgar Allan Poe em seus crimes e sua marca registrada é a extração dos olhos.
Ryan chegou a escrever um best seller sobre a dinâmica psicopata de Carrol e ganhou notoriedade.
A fuga de Carrol da prisão e sua popularidade criminal inspiram uma legião de seguidores psicopatas pela internet e, assustadoramente, eles se organizam em prol de um 'mal maior', isto é, atender as demandas de Carrol.
M. William Phelps
Ryan me inspirou o exato perfil caricaturado de policiais habituados as mazelas humanas, depressivo, isolado, atormentado e sábio, seu tormento vem justamente do conhecimento dos limites que o comportamento humano podem ser esticados.
Carrol é um homem sedutor, de fala mansa, gentil e educado, seu discurso é bem articulado e sua lógica de pensamento nos causa calafrios.
A trama é calcada no duelo entre protagonista e antagonista.
Rusgas do passado estão para ser passadas a limpo e inocentes pagam com a vida durante esse processo.
A série suspende nossa respiração do início ao fim.

Jeffrey Lionel Dahmer
A figura de Ryan muito me lembrou o autor de best sellers criminais e comentarista de vários programas do Investigação Discovery M. William Phelps e Carrol muito se assemelha a Jeffrey Lionel Dahmer na forma de falar e agir.
A série é muito bem trabalhada e produzida.
Adorei!
Agora é rezar para que ela se firme e não seja cancelada como tantas outras que já me deixaram órfã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)