domingo, 15 de julho de 2012

E aí, comeu?

E aí... Comeu?
Brasil , 2012 - 100 minutos
Comédia / Romance
Direção: Felipe Joffily
Roteiro: Marcelo Rubens Paiva e Lusa Silvestre
Elenco: Bruno Mazzeo, Marcos Palmeira, Emilio Orciollo Netto, Dira Paes, Juliana Schalch, Laura Neiva, Tainá Müller


Três grandes amigos e de longa data se encontram constantemente no Bar Harmonia para momentos de happy hour.
Super comum certo?
Desses papos é claro que saem muita bobagem.
No entanto, o filme não se trata só disso.
Cada um desses 'espirituosos' rapazes enfrentam um demônio emocional, enraizado na sua história amorosa.
Honório (Marcos Palmeiras) tem fortes indícios que não é somente cabelo que nasce na sua cabeça. Sua esposa apresenta um comportamento suspeito e com a rotina da relação, os argumentos para uma traição se acentuam.
Fernando (Bruno Mazzeo) está se separando, algo que não quer. Enquanto lida com o sentimento de rejeição e impotência frente a falta de desejo do outro, heis que surge uma vizinha ninfeta e sedutora querendo dar ao moço um novo horizonte.
Já Afonsinho (Emilio Orciollo Netto), para mim o mais problemático, apresenta uma dificuldade patológica  de estabelecer intimidade, com isso, busca relações somente com mulheres comprometidas e com prostitutas. Isso, enquanto escreve e reescreve um livro ao qual nunca finaliza.
Após suas labutas, nossos três rapazes tomam umas geladas tendo como garçom Seu Jorge.
Filme recheado de sarcasmo, piadas sexistas (nenhuma novidade considerando o contexto), bom humor e algum drama.
Adorei!
Dei muitas risadas em uma sessão concorrida e senti orgulho do nosso cinema nacional.
Quando era criança, nosso cinema se resumia a pornô chanchada e uma pérola dessa seria inexistente.
Por isso, sempre me orgulho de obras de qualidade.
Vai um aviso, se você é sensível a conversas abertas e descaradas sobre sexo se sentirá desconfortável vendo esse filme.
Filme adaptado da peça de teatro de Marcelo Rubens Paiva.
E aí, gostou?

Um comentário:

Lili disse...

Valeu a dica. Eu gosto muito de cinema nacional. E (coisa feia de dizer) infelizmente, poucas vezes gasto para ir vê-los no cinema. Acabo locando ou esperando passar na Globo (né?).

Não é desmerecimento, não (tem a questão de ser muitas vezes fácil o acesso depois). EU curto mesmo e fico feliz que tenhas dito que há mais um que merece destaque.

liliescreve.blogspot.com

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)