quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Bienal do livro RJ - Diário de bordo - 03/09/2011

Depois das fortes emoções do dia anterior e de uma longa noite de fofoca.
Afinal, quem me segue no twitter sabe que eu e Liv's falamos horas e horas as custas da tim, certo?
Imagina nós pessoalmente??
Falamos tanto... 

Acordamos mais cedo, havia uma promessa de os portões da Bienal abrirem as nove da manhã ao invés das dez.
Era um dia muito especial para nós, conheceríamos nossa (ou minha) Diva Mor "Emily Giffin".
Sou simplesmente apaixonada pela obra dessa grande escritora e tenho todos seus livros resenhados aqui no blog, pelo menos os em português e um que não saiu por aqui ainda, são eles:

Nos falta aqui no Brasil, além de SOBL, Baby Proof que sou louca para ler  e é o único dela que ainda não li.
Emily é uma escritora impar, escreve sobre as fragilidades humanas como ninguém e sou fã extremada dela.
Os portões da Bienal abriram no horário convencional e logo que a "porteira" abriu foi uma correria, CORRERIA mesmo.
Os seguranças perguntavam; "Porque vocês estão correndo?"
Fiquei para trás com a asmática Liv's que não tinha como correr.
Fomos caminhando mesmo e se desse pegaríamos senha, se não paciência.
Chegamos no estande da Novo Conceito e encontramos com a Maya, pegamos nossas senhas tranquilamente, a minha era a 10.
Cadê as meninas?? Para onde todos corriam??
Nossa geógrafa Julianna errou o caminho e levou Ci e Gabi para o rumo errado. haha
Já as outras pessoas corriam em busca de senha para Alyson Noël.
Enfim, muito engraçado.
Nesse dia a Novo Conceito nos fez uma surpresa maravilhosa, que se estendeu por todo o domingo também.
A cada duas horas, as 50 primeiras pessoas que dissessem a senha anunciada no twitter  ganhavam um livro. \o/
Perdi a conta de quantos livros ganhamos.
Batemos muita perna e nesse dia tinha "café literário" com Audrey Niffenegger ("A mulher do viajante do tempo", "Uma estranha simetria") depois de muito "Ela não vai autografar, ela vai autografar". 
Audrey resolveu autografar.
Como não tenho nenhum livro dela e nem sou tão fã assim, fui pra Novo Conceito pegar mais um livrinho.
Veja como a sorte brilha aos que vão atrás dela.
A Novo Conceito, seguindo exemplo da Intrínseca, resolveu fazer uma coletiva para blogueiros (yuuuuuuuuuup!!! \o/).
Seriam 15 blogueiros e eles estavam listando, coloquei o My book is.., o Lost in chik lit e o está inspirada (obviamente).
A coletiva começaria as 15:30, mas devido a adversidades, houve atraso.
GENTEEEEEEEMMM!!!
Quando essa Barbie linda, loira, de micro vestido, exibindo sorrisos entrou no estande meu coração parou, o mundo parou.
Nunca vi tanta simpatia e carisma.
Ela brincou, conversou, autografou mil livros de cada um, tirou fotos com a gente e da gente, filmou nossa bagunça.
Parecia honestamente com orgulho de termos como fãs, foi muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito legal.
Quando ela foi autografar os livros da Jú, ela perguntou se eramos best friends, com a resposta positiva da Jú ela disse "Like Rachel and Dacy?".
O que dizer?? O que pensar?? 
Cadê meu Dex??
Cara, foi uma experiência única.
Eu queria chorar, rir, abraçar, mas me comportei.
Só confirmou o que eu já sabia, não é só de talento vive esse corpinho bonito!!!!
Se eu amava a obra de Emily agora a amo mais, pois a pessoa que existe por trás de histórias tão emocionantes é uma verdadeira diva.
Acho que só vou viver algo igual quando estiver com Richelle Mead...

Aiaiai.
Depois desse fantástico encontro batemos mais pernas e arrombamos os nossos cofrinhos.
A editora Planeta (malvada!!!) resolveu dar 50% de desconto.
Eu e a Gabi já carregávamos 1000 livros e ainda compramos mais 1500... resultado?
Estouramos nossas costas, nosso bolso.
Comprei lançamentos que desejava muitooooo.
Acabamos a noite eu e Liv's tomando cerveja e comendo hamburguer de segunda no nosso hotel do "Iluminado".
Gabriela estava tão esgotada que nem saiu do quarto.
Já a Jú (ligada no 220), certamente ajudou a baixar a porta da Bienal.
Amanhã as meninas vão madrugar na fila da Hilary Duff... eu vou dormir até mais tarde, eu e Liv's, né?



6 comentários:

Gabi Graciosa disse...

HAHAHAHAH Morri de rir com seu post e bateu uma saudade enoooooorme de lá. Sim, mesmo desse dia mega cansativo!!!!
Olha, eu falei hein, a Emily disse que o Dex de vocês está por aí! É só procurar! haihaihai :)
Emily divaaaaa, deu até vontade de ler TODOS os livros dela! Vou correr pra fazer isso, assim que tiver tempo!

Beeeijo

Julianna Steffens disse...

Aiaiai vamo voltar pra Bienal por favor! minah vida aqui é muito chata

Andresa V. Branco disse...

Deve ter sido uma delicia, eu queria muito ter visto a Emily Giffin também. Ela veio aqui em SP, mas era bem longe para mim. Vi as fotos e tudo mais e percebi que ela é super atenciosa. Autores assim fazem a diferença, a gente sente orgulho de ser fã de pessoas assim! Ótimo post.

Andresa
www.inbookshelf.com

Bruna B, disse...

Nesse dia a Dê até pegou um livro pra mim e conseguiu o autógrafo da Emily Giffin. <3 (não preciso comentar da troca né, haha)
Beijo.

Derilajc disse...

A Emily é realmente extraordinária!! Eu também sou uma super fã da sua obra.
Já li quase todos os seus livros...
Por falar nisso... Alguém aí tem a mais remota ideia de quando Baby Proof será lançado no Brasil?
Li a sinopse no site da Emily e fiquei encatada.
Eu quero muuuuuuito ler esse livrooooo!!!

Denise Ayres disse...

Infelizmente, sem previsão.
Nem "Something Blue" saiu aqui ainda.
Também me encantei com a sinopse de "Baby Proof"

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)