segunda-feira, 6 de junho de 2011

Um amor de detetive - Playing James - Sarah Mason

Um amor de detetive - Playing James - Sarah Mason

Editora: Bertrand Brasil

Autor: SARAH MASON
ISBN: 852861073X
Número de páginas: 336
  • Ano: 2004

Edição: 1


Estava precisando ler um divertido chick lit, não é que consegui?
Claro que minha lista de livros é imensa, mas não resisti em pegar uma indicação da Julianna para variar... 
Não me arrependi.
Hollyn Colshannon é uma moça hilária! Além de ser muito bonita é a mais desastrada da cidade.
Trabalha no Bristol Gazette como jornalista e até o momento não teve uma oportunidade boa de revelar ao mundo seu talento em escrever.
Já no início do livro, Holly tem uma emergência médica onde a amiga Lizzie precisa do seu amparo.
Avisando seu editor que precisaria ir ao hospital para socorrer a amiga, o editor não perde tempo e pede que ela cubra uma notícia para a seção policial do jornal.
É conveniente, o "meliante" estaria no hospital sob forte escolta policial e como Holly também iria para lá não teria que fazer muito esforço para entrevistá-lo e pegar dados.
Para desenvolver sua matéria, Holly enfrenta o detetive linha dura James Sabine e a antipatia mútua foi instantânea, mas apesar disso ela tem êxito em seu artigo.
Essa experiência somada ao pedido de demissão do colega responsável pela cobertura policial do Gazette, fizeram de Holly uma candidata a promoção.
Até aquele momento ela era responsável por matérias que cobriam funerais de animais de estimação, algo para lá de irrelevante.
Sua transferência para a seção policial do jornal, não era o que ela mais ansiava, até porque é a menos cobiçada da área jornalística.
Ao se apresentar na delegacia, faz amizade com a responsável pelo departamento de RP da polícia, Robin.
Robin não é da cidade, é de Londres, e buscando uma forma de voltar a capital em glória, tem uma idéia brilhante. 
Estreitar o relacionamento polícia/mídia mostrando assim o brilhantismo da força policial.
Para o sucesso desse intento, ela põe Holly como "sombra" de James Sabine. 
Holly desenvolveria um diário para o jornal expondo a rotina desse detetive por seis semanas.
Seu diário seria nomeado po " O verdadeiro diário de Dick Trace".
James foi "o escolhido" por ter seu casamento agendado para daqui a seis semanas, portanto não seria designado para casos de risco, onde colocaria Holly em perigo.
O problema é que ele e Holly não se deram bem desde de o primeiro momento, o que faria dessas seis semanas uma tortura para ambos.
Sei que a máxima de "os opostos se atraem" é batida, mas Sarah realmente foi brilhante em desenvolver esse romance com tantas variantes e com tantos tropeços.
Confesso que até o final não sabia exatamente o que a autora tinha em mente.
O livro é relativamente fino, tem 336 páginas, mas Sarah conseguiu desenvolver vários personagens cativates.
Além da pretendida dupla amorosa, tem a amiga com idéias psicopatas Lizzie, o namorado gostosão de Holly - Ben, a atriz mãe de Holly, a noiva de James...
Enfim, são muitas emoções.
A narrativa não tem enrolação, tudo vai acontecendo rápido e a leitura se torna extremamente prazerosa.
Um livro ideal para quem gosta de romance e de dar boas risadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)