domingo, 17 de abril de 2011

Jogos Vorazes - Hunger Games - Suzanne Collins

Jogos Vorazes - Hunger Games
Editora:
Rocco
Autor: SUZANNE COLLINS
ISBN: 9788579800245
Ano: 2010
Edição: 1
Número de páginas: 400
Compre aqui:
*Cultura*Saraiva*Fnac

Começo agradecendo imensamente a Bell de Nem um pouco épico e a Jú do Lost in chick lit, por insistir e falar incansavelmente, a ponto de me convencer a ler esse livro.

Saí da série "A mediadora" com sentimento de solidão profunda, não ter mais o Jesse e a Suzannah na minha rotina diária me deixou completamente noiada.
Daí, eu e a Jú (Lost in chick lit) fomos a um evento com Eduardo Spohr, autor de "A batalha do apocalipse", e como é o desafio literário da minha filhinha (sempre ela né?), resolvi tirar um tempo para ler.
Como a leitura não fluía e Julianna insistiu um monte... acabei cedendo e lendo "Jogos Vorazes".
Jú disse; "Esse livro vai renovar seu gosto pela literatura".
O que posso dizer a vocês??
OMG! OMG! OMG!
Melhor livro ever!!!
Escrever resenha de livros que não gostamos é complicado, pois a opinião dos fãs sempre é agressiva, mas escrever resenha de livros tão bons e tão importantes para nós é mais difícil ainda.
Não me sinto capaz de traduzir tudo que eu senti e vivi com a leitura, mas vou dar o meu melhor!
"Jogos vorazes", em inglês Hunger Games, é primeiro volume de uma trilogia: Hunger Games, Cathing Fire e Mockingjay. O segundo volume, traduzido "Em chamas" já está em pré-venda no Brasil.

O livro é uma ficção científica misturada com reality show.
Se passa num futuro pós apocalíptico, onde guerras e fenômenos naturais destruíram as grandes civilizações.
O cenário é onde hoje seria os EUA, só que dividido em 12 distritos e a Capital.
A necessidade por sobrevivência, transforma as pessoas, a civilidade é constantemente questionada, revoltas são freqüentes nesse ambiente.
Como forma de controle e subjulgamento, a capital cria os Jogos Vorazes.
Os jogos nada mais são do que um grande show de terror televisivo, onde cada um dos 12 distritos elegem por sorteio dois tributos (crianças) entre 12 e 18 anos para viver uma situação extrema. 
São colocados na arena, um local que pode ser floresta, neve e altas temperaturas.
Nessa arena, elas além de lutar pela própria sobrevivência, elas precisam se matar uma a outra, o último a ficar vivo é o vencedor.
É um mecanismo elaborado pela Capital para lembrar aos distritos que eles podem dispor da vida e da morte de todos, inclusive das crianças.
As pessoas morrem de fome a todo momento nas ruas dos distritos e a ração diária fornecida não é suficiente.
Ao completar 12 anos, todas as crianças são automaticamente inscritas no torneio. Porém, elas podem se inscrever várias outras vezes e em troca de cada inscrição, ganham cotas de grãos que podem alimentar suas famílias.
O livro é narrado por Katniss Everdeen. Uma protagonista forte e sagaz.
Após perder pré-maturamente seu pai, Katniss torna-se responsável pela sobrevivência da sua família, a mãe está em estado catatônico depressivo com a viuves e a a irmã, Prim, é muito nova para ajudá-la.
Para manter a família, Katniss, junto com seu amigo Gale, caça ilegalmente nos arredores do distrito 12.
A caça serve tanto de alimento a família, como serve de moeda de troca no mercado, onde o que falta é conseguido.
O tempo passa, Katniss se torna uma jovem durona. 
Sua irmãzinha acaba de completar 12 anos e durante o evento denominado "colheita" (sorteio anual para os jogos), Prim é contemplada como participante  do evento do ano.
Não aceitando a sorte da irmã, Katniss se voluntaria para substituí-la e torna-se par de Peeta, o filho do padeiro, na empreitada.
No passado, quando Katniss esteve a beira da morte por inanição, Peeta a socorreu jogando pães queimados para ela na calçada, o que lhe rendeu uma surra da mãe.
Portanto, mesmo sem saber a motivação do garoto, ela sabe que tem uma dívida com ele.
Juntos vão a Capital e passam por todo pré show que o evento requer.
Comem juntos, andam juntos, são entrevistados juntos.
Katniss não perde o foco, é uma sobrevivente e sabe que na arena todos são inimigos, já que apenas um deles sairá com vida.
Sua sobrevivência depende da destreza em matar seus colegas.
Infelizmente não posso contar mais nada da sinopse, infelizmente!!!
Mas posso falar de meus sentimentos.
Vocês já devem ter andado de montanha russa. 
Sabe quando o carrinho está no topo, quase descendo em velocidade pelas voltas??
Dá um friozinho gostoso na barriga, né?
Ler esse livro é assim, você passa o tempo todo com frio na barriga.
A Jú gosta de dizer que não é para quem tem coração fraco e sou obrigada a concordar!
Com a rotina trabalho/vida social, levei 3 dias para terminar e sonhei 3 noites com a história (até agora, temos mais noites pela frente).
É incrível!
A narrativa te prende de uma forma impressionante, você literalmente fica sem ar.
A história é original, a capa é linda, o texto muito bem escrito e amarrado, só a tradução deixa um pouco a desejar, mas nada pode ser perfeito, certo?
Hunger Games é um fenômeno em vendas e já colocou Suzanne Colins como uma das autoras mais influentes dos EUA.
Já sabemos que o primeiro volume virará filme, está em processo de produção, temos o elenco e a estréia está prevista para março de 2012 (se o mundo não acabar haha).
Obviamente que a produção está sendo super badalada e a disputa pelos papeis acirrada.
Segue o casting:

Peeta Mellark será interpretado por Josh Hutcherson (ABC do amor e Ponte para Terabítia)


Gale Hawthorne será interpretado por Liam Hemsworth (A última música)
Katniss Everdeen a poderosa e corajosa heroína, ficará a cargo de Jennifer Lawrence (Inverno da Alma)








Não deixem de  ler essa série!!!

7 comentários:

Bell disse...

Ahhh, Dê!! Eu surtei a primeira vez que li HG. Eu nao consegui ler mais nada por uma semana.
E quando li o resto, tive um milhão de pesadelos e talz, hahahah. Mas é ótimo, de verdade \o\
Acho que o maior mérito de JV é ele ter vários conceitos de várias coisas misturadas, oferecendo com uma linguagem simples para quem o lê. De Ciências Políticas à mídia, tem de tudo nele!
Enfim, divago. VÁ LER EM CHAMAS!

Vanessa Vieira disse...

Parabéns pela resenha Denise! Muito em breve pretendo ler Jogos Vorazes. Beijos!

Mag disse...

vc e essa mania de instigar loucamente a minha vontade de ler um livro!!!!!! dá pra esperar eu ler os outros pra depois me fazer sentir vontade de ler mais um???? assim eu não dou conta.... =P

Karlinha disse...

ótima resenha dê, eu preciso ler esse livro eu sei. e vou tentar lê-lo. kkk

Anônimo disse...

Excitante e surpreendente a cada página, esse livro toma nossos sentidos. Impossível não devorar suas páginas cheias de emoção. Trata-se de uma história fictícia mas com enrredos tão bem descritos que chegamos a acreditar tratar-se de pura realidade. Ou será que a autora Suzane Collins não viveu isto tudo em outra dimensão?
Maravilhoso! Um dos melhores livros que já li nos últimos anos.
Sadija Salete Ayres
sadija_ayres@yahoo.com.br

Denise Ayres disse...

Olha que tu não queria ler, hein???

Eu falei! Eu falei!

Ruama disse...

Oi! Amo esse livro. É incrível como a narrativa te prende e como a estória te deixa cada vez mais ansiosa para saber o que vem depois e depois. Em um momento emocionante do livro, tive que interromper minha leitura e quem disse que dei conta de ficar sossegada?! Não descansei até voltar a ler! Definitivamente é uma estória e tanto, que te motiva e sobretudo que vale a pena a ler cada sílaba.
Bjs, Ruama.
http://esquiloscorderosa-ruama.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)