terça-feira, 5 de abril de 2011

Crepúsculo - A mediadora - Meg Cabot

Crepúsculo - A mediadora - Meg Cabot
Editora:
Record
Autor: MEG CABOT
ISBN: 9788501078148
Ano: 2007
Edição: 1
Número de páginas: 272
Volume: 6



Último livro da série e o que posso dizer?
Deprimi! 
Já estou morta de saudades!
O relacionamento de Suze e Jesse engrena de vez, mas como sempre tudo é muito complicado e ela se vê obrigada a partir para o tudo ou nada.
Suzannah aprendeu muito sobre a arte da mediação com Paul.
O avô de Paul era mediador e fez descobertas profundas sobre os poderes que os mediadores podem desenvolver.
Suzannah aprende que é possível voltar no tempo e mudar o curso da história.
Surge em sua mente vários dilemas, salvar seu pai e abrir mão de conhecer o grande amor da sua vida?
Sim, mudar a história traz grandes conseqüências ao presente.
Salvando seu pai, a mãe de Suze não se casa novamente e ela não se muda para a Califórnia, não conhecendo Jesse.
Já Paul tem a intenção de evitar que Jesse conheça Suze.
Para isso, planeja voltar no tempo, salvar a vida de Jesse e garantir a ele uma vida longa e feliz. 
Só assim Jesse não ficaria vagando na Terra, teria "seguido adiante", não precisaria de um mediador e não teria conhecido Suzannah.
O caminho estaria aberto a ele.
Haja obsessão, hein?!
Só que não é só essa imensa obsessão que o motiva a arriscar seu lindo corpinho.
Essa aventura no tempo traz conseqüências não somente para o presente dos envolvidos, o mediador que faz essa viagem sofre conseqüências em seu corpo a longo prazo. Foi com essas aventuras, que o corpo do avô de Paul se deteriorou.
Além de ser completamente obcecado por Suze, Paul descobre que é possível transferir uma alma para um corpo vivo, desde que se tire a alma desse corpo.
Tal descoberta, provoca em Paul uma necessidade de auto preservação.
Ele acredita que Suze tenha interesse em tomar seu corpo para alojar a alma de Jesse.
Isso tudo baseado no fato de Suze já ter demonstrado sinais de atração por Paul.
Ele crê que ela adoraria ter o corpinho dele com a alma de Jesse dentro.
Ele não acredita nos princípios de Suze, até porque ele não tem nenhum.
Os planos de Paul colocam Suze em completo desespero. 
Ela não quer abrir mão do que vive no presente com Jesse, considera ele seu único e verdadeiro amor.
A grande dúvida que cerca seu coração é se Jesse pensa do mesmo jeito, se pensa que uma meia vida com Suze vale o que ele deixou de viver prematuramente.
É tudo muito complexo e Suze está tão desesperada, que mais do que nunca não mede suas ações.
Adoraria falar, falar, falar, falar... mas estou no limite dos spoilers e não farei isso com vocês.
Essa série é genial!!
Suze, nesse último livro, mostrou uma imaturidade incrível. 
Foi extremamente egoísta e mesquinha, mas tudo em nome do amor. 
Claro que Meg mostra o caminho certo para nossa heroína e ela se redime perante nós.
Mas assumo que tive vontade de dar uns "bofetes" (a la Meg Cabot) nessa menina!
Paul é charmoso e malvadíssimo nesse momento, o que o torna profundamente interessante.
Jesse, ahhh Jesse!!! O que posso falar?? Ele é tudo o que eu queria e muito mais, prova que está no jogo para ganhar.
Surpreendente, essa é a palavra que define toda a série.
Meg é divertida, irreverente e super criativa, não perde o rebolado, não enrola.
A série, ao contrário de vários exemplos que temos no mercado, evolui! 
Evolui de forma majestosa e culmina com um final super perfeito!!!
Não pensei que pudesse ser tããão perfeito.

2 comentários:

Vanessa Vieira disse...

Parabéns pela resenha Denise! Muito em breve pretendo ler A Mediadora. Beijos!

Aline disse...

Gostei muito da resenha, queria mais spoilers amo spoilers ao contrário de outras pessoas que não gosta.
Parabéns!!!

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)