quarta-feira, 9 de março de 2011

Gone - Desaparecer

Gone - Desaparecer
Editora: Novo Século
Autor: LISA MCMANN
ISBN: 9788576794073
Ano: 2010
Edição: 1
Número de páginas: 200



Terceiro e último livro da trilogia Wake. Podem ler as resenhas dos primeiro Wake aqui e do segundo  Fade aqui.
Janie descobriu que seu "dom" de capturar sonhos tem por conseqüência efeitos devastadores em seu corpo, aos poucos ela tende e perder a visão e sofrer atrofia em membros do seu corpo, se não parar de usá-lo.
Estressada com o ritmo da sua vida, sua mãe continua depressiva e alcoolizada por todo o tempo, as preocupações de ficar cega e atrofiada, Janie e Cabel resolvem tirar umas férias.
Janie descobre que apesar de Cabel não falar sobre as preocupações que atingem ambos, ele sonha constantemente com isso, sempre angustiado com o que o futuro reservará para Janie e conseqüentemente para ele também. 
Esse fato somando no peso que Janie carrega, ela se questiona se é justo dar esse futuro a Cabel que ela tanto ama.
No meio de suas férias, Janie recebe uma ligação da sua amiga Carrie informando que sua mãe está doente.
Eles correm de volta para casa e descobrem que o pai de Janie, que ela não conhecia, ressurgiu com uma doença terminal.
Tomar conhecimento da existência decadente de seu pai e pior, que seu pai assim como ela, é um apanhador de sonhos, coloca a cabeça de nossa protagonista em colapso.
Ela faz o percurso de seu pai e descobre que ainda há uma alternativa para os males que ela está padecendo.
Nenhum dos dois caminhos que se abrem para Janie é bom, mas ela terá que escolher antes que o tempo se esgote.
A autora finaliza a trilogia seguindo o mesmo padrão de narrativa, escrevendo como em um diário, com data e hora dos fatos.
Quem acompanha meu blog e leu minhas resenhas anteriores sabe que não sou fã dessa série.
Como eu tinha lido o primeiro e sido instigada a ler o segundo, achei que deveria finalizar com o terceiro, era uma questão de honra! haha
Infelizmente não me surpreendi com o que li.
Continua aquela narrativa chata, Janie é irritante, egoísta e infantil.
Cabel, apesar de ser o herói da história, também não me conquistou, talvez por uma falta de descrição melhor da personagem.
A história de Wake é ingênua e infantil.
A idéia da autora foi original e tinha tudo para trazer uma grande narrativa, mas ela simplesmente não soube desenvolver.
Nesse terceiro volume, a mocinha está depressiva, confusa e introspectiva. 
Seus pensamentos são intensos e as soluções que ela busca para seus problemas são perturbadores. Fiquei muito irritada.
Gosto de romance sobrenatural, mas esse de fato me deixou frustrada.


2 comentários:

Vanessa Vieira disse...

Parabéns pela resenha Denise! Estou ansiosa para ler Gone. Beijos!

Mari (ALeitora.com.br) disse...

Também não sou fã da série e no geral achei tempo perdido, sabe? Li o primeiro, e não gostei, mas falaram que os outros eram melhores. Ganhei o segundo e achei realmente muuuito melhor, mas este último... achei que ficou só no lenga-lenga da Janie se decidir e quando decide, acabou. Achei que deu um final à série, mas poderia ter caprichado mais, contando sobre como foi a vida dela após a decisão. ;) Quem leu até a última página merecia mais um capítulo.

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)