quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Todo garoto tem

Todo garoto tem
Editora: Galera
Autor: MEG CABOT
ISBN: 9788501077141
Ano: 2007
Edição: 1
Número de páginas: 384


Começo agradecendo a duas pessoas que me proporcionaram ótimos momentos, Jú do Lost in Chick Lit e ao meu amigo (secreto e declarado) Michael.
A Jú agradeço por sua obsessão declarada a literatura de Meg Cabot.
De taaaaanto ler ela falando do quanto a Meg é ótima e do quanto ela amaaaaa esse livro, me instiguei a lê-lo também.
Ao Michael, agradeço: primeiro, por sua imensa amizade e consideração e, segundo, por não querer me surpreender dando um presente que "achasse" a minha cara, seguindo rigorosamente minha lista de sugestões. (se minha irmã Lili tivesse me tirado, teria ganhado uma roupa, de certeza)
Senhor! Agora me senti a Rachel de Friends!
Sem comentários.
Ah esse livro!!! 
Entrou para meus prediletos.
Ri, vergonhosamente, da primeira a última página. 
Novamente, surgiu em mim um comportamento catatônico muito criticado.
Na praia, no carro, no escritório, na minha cama, passei todos os momentos disponíveis lendo e rindo muito desse livro. D E L I C I O S O!!
Pior, tenho que confessar! 
É o primeiro livro que leio da Meg Cabot, que vergonha!
A cartunista Jane está fazendo sua primeira viagem a Europa para servir de madrinha de casamento da sua melhor amiga Holly.
Querendo surpreender no presente de casamento, resolve fazer um diário da viagem para eternizar esse momento.
Os noivos Holly e Mark se casarão na Itália, escondidos da família.
Ele é judeu e ela é católica, as famílias e amigos não compactuam com esse amor.
Os únicos que participam desse segredo são os padrinhos: Jane e Cal.
Acontece, que os padrinhos se antipatizam desde o primeiro momento. 
Jane estava no aeroporto, aguardando os pombinhos.
Como tinha lido uma matéria que tratava dos problemas de desidratação em longas viagens, resolve comprar várias garrafas de água. 
Algo chama sua atenção nesses minutos de espera, um homem que fala alto ao celular e tecla violentamente no mesmo.
Ao solicitar a esse homem um favor, que olhasse suas coisas, recebe em troca um comentário sarcástico e mal educado.
Cal está irritado no celular, aguardando o amigo doido que resolveu casar numa cidade distante da Europa, se questionando sobre o sentido de casar e de casar tão longe, quando vê uma mulher (que considera doida) comprando garrafas e garrafas de água.
Desde que se esbarraram no aeroporto, sem se conhecer, sem saber que serviriam de padrinhos, os dois não compartilharam de nenhuma afinidade ou simpatia.
Cal é jornalista, divorciado (frustradíssimo com o amor), e passou dez anos como correspondente internacional em vários países. Há muito tempo está a parte da cultura pop americana e acabou de lançar um livro sobre os efeitos econômicos da extração de petróleo.
Já Jane é um dos ícones dessa mesma cultura pop ignorada por Cal. Faz um sucesso internacional com suas "tirinhas" do WonderCat, é fã de seriados de tv e o maior conhecimento que tem da Itália é o fato de Britney Spears ter filmado um comercial por lá.
São água e óleo, ódio a primeira vista.
Ao chegar na charmosa Itália, vários percalços atropelam o casal apaixonado de noivos, tornando possível que a cerimônia de casamento não ocorra.
Jane é uma romântica incurável e toma para si a missão de salvar a situação. 
Mesmo descrendo na instituição do casamento, Cal se vê as voltas de ajudar Jane na sua empreitada.
Obviamente não entregarei o ouro.
O estilo de narrativa é completamente diferente do que estamos acostumados.
Sabemos dos fatos através do diário de viagem de Jane, das constantes trocas de e-mail feitas por blackberrys e pelos registros feitos por Cal em seu palmtop.
Nos sentimos como bons fofoqueiros, lendo a correspondência alheia!
Ao mesmo tempo temos uma ótima e divertida oportunidade de saber dos diversos pontos de vista dos envolvidos.
Excelente sugestão de leitura!
O único "porém" é que esse livro faz parte de uma série, chamada Boys e esse é o terceiro.
Isto é, comecei pelo último!
Seguem os demais abaixo:

11 comentários:

Mag disse...

Toda vez q leio uma resenha tua fico com vontade de ler o livro... (mesmo tu tendo feito uma resenha destruindo um dos meus livros favoritos "comer rezar e amar" ) hahahaha.... Todo garoto tem, certamente entrará pra minha lista de livros que quero ler!
;**

Denise Ayres disse...

Aiiin Mag, eu não " destruí" um dos seus prediletos, só não gostei muito dele, hehe

Mag disse...

hahahaha, sem problemas.... cada um tem um gosto diferente né!!!! =]

Julianna Steffens disse...

Ooooooooooo Fofa \o Fico feliz que vc tenha gostado. è o meu preferido dela, já li umas trocentas vezes. Fiquei com vontade de reler de novo.

Natália Puga disse...

meu livro favorito ever da meg! muito engraçado e fofo!

Babi Lorentz disse...

Li esse livro no ano retrasado (ou seria em 2008? O.o) enfim, muito bom! Mas antes de ler esse, eu li os dois que existem antes desse. Depois procure-os pois vale a pena! Garoto da Casa ao lado e Garoto Encontra Garota. Ambos são deliciosos.

Leituras Fantásticas disse...

Hahaha, AMEEEI a resenha E fiqueicomvontadedeler. Aii menina, você vai me falir! hahaha
Parabéns, ficou ótimo!
Beijo!

Babi Lorentz disse...

Denise, entra lá no blog porque eu te indiquei a um meme! (:

Victor disse...

Pergunta que nao cala e já perguntei para minha amiga que leu esse livro, mas ela nao soube responder : O que todo garoto tem ?

Denise Ayres disse...

todo mundo me pergunta isso!! hauihauihuia

acho que é coração

Carolina disse...

Livros da Meg são sempre deliciosos de ler. Ainda não li esse, mas sempre que vejo na livraria pego, olho, penso em comprar haha Quero ler todos os livros da Meg, ainda faatam alguns muitos, mas um dia eu chego lá haha

xx

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)