sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Tem alguém aí?

Tem alguém aí?


  • Editora: Bertrand Brasil
    • Autor: MARIAN KEYES
    • ISBN: 9788528614107
    • Ano: 2009
    • Edição: 1
    • Número de páginas: 602


Quem acompanha o blog sabe que esse é o terceiro livro da Marian Keys que leio.
Estava mega ansiosa, vasculhei todas as possíveis promoções até que achei um preço razoável.
Sou simplesmente apaixonada pela família Wash, quando li a história de Rachel e de Claire tive uma simpatia especial pela alternativa "desbirocada" da Anna.


Esse exemplar reuniu tudo que eu queria: Conhecer a história de Anna e ter notícias de Rachel e Claire (além de Hellen, que acho igualmente fantástica, na real gosto de todos).
O livro mostra uma Anna que se recupera de algo que desconhecemos, mas que gerou várias fraturas, cicatrizes e dores físicas e emocionais.
Quando a coisa "esquenta" na vida dessas meninas elas sempre acabam na a casa de papai e mamãe Wash, em Dublin, na Irlanda.
Com Anna não seria diferente! 
Está no aconchego do lar de seus pais, mas sua cabeça está em Nova York, é lá que está seus amigos, seu emprego (o melhor do mundo) e seu amado Aidam.
Ela sente uma vontade desesperadora de voltar para casa e descobrir porque Aidam não responde suas ligações, não retorna para saber dela e por saber onde ele anda.
Sabe, desde "Melancia" e "Férias" eu posso afirmar que, realmente, senti saudades demais de Rachel, Luke, Claire e Adam. Morria de curiosidade de saber o que aconteceu no afinal, se eles tinham sido "felizes para sempre".
Creio eu que não seja uma curiosidade só minha, provavelmente Marian Keyes tenha sido interrogada sobre esses aspectos, pois nos deu  sabor de ver um "além" da vida deles. Ameiii!!
Agora, sobre "Tem alguém aí?" e a história de Anna, confesso que estou enlouquecida para falar mais, contar todos os meus assombros, como me surpreendi, mas em respeito a todos vocês, farei o sacrifício de me calar!
É um livro cheiooooo de surpresas, de grandes reviravoltas e estragar isso seria um crime, imperdoável.
Chorei e chorei muito mesmo, as vezes de rir, as vezes de tristeza.
Sem dúvida mais uma obra grandiosa dessa autora, com o mesmo estilo inesperado das anteriores.
Porém, nem tudo são flores... concordo que Marian divaga excessivamente sobre detalhes tornando nossa leitura muitas vezes cansativa, fatigante.
Isso não diminui o valor desse livro, de forma alguma, mas é bom estar preparado, são 600 páginas!!


Boa leitura!





5 comentários:

Lariane disse...

Tenho pra ler, ganhei e ainda não tive tempo de ler!

Leituras Fantásticas disse...

Ai ai ai! Quero tanto ler os livros da Marian Keyes. E você ainda me faz uma resenha dessas? Isso não é justo! rsrsrs
Um beijo!

Guiomar Baccin disse...

Show de resenha!

Se puder conheça e siga grupocosmonautas.blogspot.com

Abraço

ʆɛtíciɑ iɑucɦ รwiԲt disse...

Oi!
Nossa, ultimamente estão todos falando dos livros da Marian *o*
Nunca li, mas com uma resenha desses é impossível não ficar com vontade né? rs

Bjoos'
Lee Iauch
ϟ●•Giяl's•●ϟ

Babi Lorentz disse...

600 ótimas páginas, by the way.
Amei muito esse livro, é um dos meus favoritos.
Anna Walsh é um amor. Toda a família é engraçadíssima. Eu morro de rir quando a Hellen manda e-mails contando sobre o trabalho dela e tal. É ótimo! A mamãe Walsh gritando sobre o orgasmo múltiplo no casamento, lembra? Ri demais! hahaha

Postar um comentário

Comentários preconceituosos e desrespeitosos serão ignorados. Manifeste sua opinião com educação. =)